logo

Novo Refis permite pagamento de dívidas tributárias em até 180 meses

Haverá descontos de até 90% nos juros e de 50% nas multas

Depois de várias idas e vindas, o governo fechou com o Congresso o texto final do Programa Especial de Regularização Tributária (Pert), novo Refis, que foi reformulado e deve ser encaminhado ao Legislativo por projeto de lei (PL). O texto prevê que pessoas físicas e jurídicas possam pagar dívidas vencidas até 30 de abril de 2017 em até 180 meses. Haverá descontos de até 90% nos juros e de 50% nas multas.

O projeto é bem mais generoso do que o que a equipe econômica queria originalmente. No final do ano passado, o governo encaminhou ao Congresso uma medida provisória (MP) que criava o Programa de Regularização Tributária (PRT), pelo qual débitos atrasados deveriam ser pagos em até 120 meses sem descontos de multa e juros. No entanto, os parlamentares transformaram o regime numa ampla anistia que provocaria perdas aos cofres públicos. Assim, a estratégia do governo foi deixar a MP perder a validade e negociar um meio termo com o Congresso.

A adesão ao novo regime deverá ser feita até 31 de agosto de 2017. O acordo com os parlamentares prevê que serão criadas três condições de pagamento. Contribuintes que tenham prejuízos fiscais a abater do valor devido, por exemplo, poderão fazer o acerto com uma entrada de 20% (dividida em até 5 vezes) e descontar os créditos do valor restante. Se houver saldo remanescente depois do abatimento, as dívidas poderão ser pagas em 60 meses.

A segunda modalidade é destinada a quem não tem condições de pagar uma entrada. Essas pessoas físicas e jurídicas poderão parcelar os débitos em 120 meses sendo que as parcelas têm valores crescentes ano a ano.

Já uma terceira opção é o pagamento à vista de 20% da dívida (parcelada em até 5 vezes). O restante pode ser pago em três condições. Se o contribuinte acertar o saldo remanescente à vista, ele terá desconto de 90% nos juros e de 50% nas multas. Mas será possível optar por um parcelamento do saldo restante em até 145 meses com redução de 80% nos juros e de 40% nas multas.

Também será possível parcelar o saldo restante em até 175 meses com redução de 50% nos juros e 25% nas multas. Como a entrada poderá ser paga em 5 vezes, o prazo total sobe para 180 meses. Mas nesse caso, a parcela paga pelo contribuinte equivalerá a 1% de sua receita bruta apurada no ano anterior.

Ainda de acordo com a proposta negociada, na terceira modalidade, os devedores com débitos inferiores ou iguais a R$ 15 milhões poderão reduzir a entrada de 20% para 7,5%. No caso de dívidas com a PGFN, haverá redução de 25% nos encargos com honorários advocatícios e encargos.

FONTE: http://epocanegocios.globo.com/Economia/noticia/2017/05/novo-refis-permite-pagamento-de-dividas-tributarias-em-ate-180-meses.html 

 

Informativo

Receba nosso informativo colocando seu e-mail no campo abaixo e fique por dentro de todas as dicas


Categorias

Notícias
Institucional

Artigos Mais Vistos

logo

Organizações do Terceiro Setor podem ser isentas de diversos impostos

 

As organizações que atuam no Terceiro Setor (Organizações Não Governamentais – ONGs, associ

Leia mais +
logo

A importância do bom arquivamento dos documentos contábeis

A importância do bom arquivamento dos documentos contábeis

Desorganização e Contabilidade n&ati

Leia mais +
logo

Galloro & Associados: Origem da empresa

 Em 1953, o contador e economista Frederico José Sacco fundou a empresa Auditora Sacontábil, no bairro do Bom Retiro e por quase

Leia mais +

Artigos Recentes

logo

Organizações do Terceiro Setor podem ser isentas de diversos impostos...

 

As organizações que atuam no Terceiro Setor (Organizações Não Governamentais – ONGs, associ...

Leia mais +
logo

O software certo para a sua empresa, com praticidade e controle eficaz...

Uma das grandes dificuldades das empresas, em especial as de pequeno e médio porte, é a escolha e a implantação de um s...

Leia mais +
logo

Revisão tributária pode prevenir problemas com o fisco...

Independente do porte da empresa, é preciso ter todo o cuidado com os impostos a serem pagos, pois uma das piores dívidas que podemos...

Leia mais +

Gostou desse post? Avalie!

Logo star-snippets.com