logo

Micro e pequeno empreendedor endividado deve consultar contador antes de aderir a parcelamentos

Micro e pequeno empreendedor endividado deve consultar contador antes de aderir a parcelamentos

Você é micro ou pequeno empresário, está no Simples Nacional e contraiu dívidas com a Receita Federal ou com a Procuradoria Geral da Fazenda? Aproveite a oportunidade de quitar seus débitos e “limpar o nome” da sua empresa, pois os dois órgãos abriram um programa de parcelamento de dívidas para facilitar o seu pagamento.

Para isso, procure um contador experiente e atualizado visto que, para aderir ao programa, são necessários alguns requisitos, como admissão da dívida e desistência de processos administrativos e jurídicos contra os valores que se deseja parcelar.

O programa é válido para aquelas dívidas inscritas em Dívida Ativa da União, relativos à competência até maio de 2016. Os débitos que atenderem a estes quesitos poderão ser parcelados em até 120 parcelas mensais e sucessivas.

Infelizmente, sujeitos passivos com falência decretada não podem participar. Os órgãos explicam que o valor das prestações será obtido mediante divisão da dívida consolidada pelo número máximo de até 120 parcelas, observado o valor mínimo R$ 300,00 por parcela.

As prestações vencerão no último dia útil de cada mês e o seu pagamento deverá ser efetuado exclusivamente mediante Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) emitido através do e-CAC da PGFN, pelo sistema de parcelamento da PGFN.

A dica é procurar orientação o quanto antes, pois o prazo para a solicitação do ingresso no parcelamento já começou a vigir e vai até o dia 10 de março de 2017. Como é necessário apresentar alguns documentos, é importante utilizar todo o tempo disponível em seu favor.

Até porque, para inclusão no parcelamento, o sujeito passivo deverá, previamente, até o dia 10 de março de 2017, comparecer à unidade de atendimento integrado da Receita Federal do Brasil de seu domicílio tributário para solicitar, de forma irretratável e irrevogável, a desistência do parcelamento.

A equipe de especialistas da Galloro & Associados poderá lhe ajudar também com esta tarefa. Marque uma visita.

Informativo

Receba nosso informativo colocando seu e-mail no campo abaixo e fique por dentro de todas as dicas


Categorias

Notícias
Institucional

Artigos Mais Vistos

logo

Organizações do Terceiro Setor podem ser isentas de diversos impostos

 

As organizações que atuam no Terceiro Setor (Organizações Não Governamentais – ONGs, associ

Leia mais +
logo

A importância do bom arquivamento dos documentos contábeis

A importância do bom arquivamento dos documentos contábeis

Desorganização e Contabilidade n&ati

Leia mais +
logo

Galloro & Associados: Origem da empresa

 Em 1953, o contador e economista Frederico José Sacco fundou a empresa Auditora Sacontábil, no bairro do Bom Retiro e por quase

Leia mais +

Artigos Recentes

logo

Organizações do Terceiro Setor podem ser isentas de diversos impostos...

 

As organizações que atuam no Terceiro Setor (Organizações Não Governamentais – ONGs, associ...

Leia mais +
logo

O software certo para a sua empresa, com praticidade e controle eficaz...

Uma das grandes dificuldades das empresas, em especial as de pequeno e médio porte, é a escolha e a implantação de um s...

Leia mais +
logo

Revisão tributária pode prevenir problemas com o fisco...

Independente do porte da empresa, é preciso ter todo o cuidado com os impostos a serem pagos, pois uma das piores dívidas que podemos...

Leia mais +

Gostou desse post? Avalie!

Logo star-snippets.com