logo

Bloco K: empresas devem se preparar para este desafio

Bloco K: empresas devem se preparar para este desafio

Apesar de ainda não estar oficialmente implementado, as empresas precisam estar preparadas para Bloco K do Sistema Público de Escrituração Digital – Sped, até porque a escrituração do Livro Registro de Controle da Produção e do Estoque da Escrituração Fiscal Digital - EFD já é prevista legalmente.

A estimativa é que o Bloco K do Sped entre em vigor em janeiro de 2017 para as indústrias classificadas nas divisões 10 a 32 da CNAE ou habilitadas ao Regime Aduaneiro Especial de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado (Recof) ou a outro regime alternativo a este. Além destas empresas, deverão aderir ao sistema, no primeiro momento, as organizações com faturamento anual igual ou superior a R$ 300 milhões.

Como esta é uma obrigação cuja implantação será escalonada, deverão aderir ao sistema em 2018 as indústrias classificadas nas divisões 10 a 32 da CNAE ou com faturamento de R$ 78 milhões. As demais indústrias, empresas atacadistas e equiparadas às indústrias estarão obrigadas ao Bloco K apenas em 2019.

Essa obrigação, entretanto, demandará uma relação de estreita parceria entre empresário e contador, uma vez que o Bloco K irá controlar a produção e o estoque das indústrias e muitos contribuintes ainda não estão totalmente preparados para as novas exigências.

No Bloco K deverão ser informadas as entradas e saídas, a produção e as quantidades relativas aos estoques de mercadorias de acordos com as legislações do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços - ICMS (estadual) e a do Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI (federal).

Quando implementada, a obrigação acessória terá que ser enviada mensalmente de forma eletrônica e coincide com o momento de apuração do ICMS ou do IPI, pelos atacadistas e indústrias, o que abrange empresas de diferentes regimes tributários, como Lucro Real, Lucro Presumido e Simples Nacional. Mesmo já sendo o livro obrigatório anteriormente, ele praticamente não era preenchido por ser muito complexo e praticamente não haver fiscalizações.

 

Informativo

Receba nosso informativo colocando seu e-mail no campo abaixo e fique por dentro de todas as dicas


Categorias

Notícias
Institucional

Artigos Mais Vistos

logo

Organizações do Terceiro Setor podem ser isentas de diversos impostos

 

As organizações que atuam no Terceiro Setor (Organizações Não Governamentais – ONGs, associ

Leia mais +
logo

A importância do bom arquivamento dos documentos contábeis

A importância do bom arquivamento dos documentos contábeis

Desorganização e Contabilidade n&ati

Leia mais +
logo

Galloro & Associados: Origem da empresa

 Em 1953, o contador e economista Frederico José Sacco fundou a empresa Auditora Sacontábil, no bairro do Bom Retiro e por quase

Leia mais +

Artigos Recentes

logo

Organizações do Terceiro Setor podem ser isentas de diversos impostos...

 

As organizações que atuam no Terceiro Setor (Organizações Não Governamentais – ONGs, associ...

Leia mais +
logo

O software certo para a sua empresa, com praticidade e controle eficaz...

Uma das grandes dificuldades das empresas, em especial as de pequeno e médio porte, é a escolha e a implantação de um s...

Leia mais +
logo

Revisão tributária pode prevenir problemas com o fisco...

Independente do porte da empresa, é preciso ter todo o cuidado com os impostos a serem pagos, pois uma das piores dívidas que podemos...

Leia mais +

Gostou desse post? Avalie!

Logo star-snippets.com